Páginas

sábado, 26 de agosto de 2017

Nova Naval? - NAVAL 1893

Uma nova era no desporto figueirense: Naval 1893 apresentou a direcção
Foi apresentada publicamente, a direcção da Naval 1893, assim como o projecto deste novo clube, que pretende retornar às raízes e tradições eclécticas que foram a génese da Naval 1.º de Maio.

Com Paulo Bispo, como presidente, a nova direcção composta, sobretudo, por ex-atletas do clube, encontra-se já a preparar a nova época, num projecto no qual muitos sócios estão de volta.
O pequeno auditório do CAE teve uma boa casa, com a presença de vários navalistas, entre os quais destaque para membros da "Squadra Verdi" que também marcou presença, neste evento.

A Naval 1893, promete ser um clube da cidade cuja aposta, passa por jovens do concelho, e estará virada para a formação, valorizando sempre com a opinião dos sócios e a presença destes em Assembleias. in FOZ AO MINUTO

Mais aqui: Meninos da Naval

3 comentários:

Anónimo disse...

Nova Naval? Tá tudo louco.

Anónimo disse...

Está mesmo tudo louco primeiro têm que ir aprender o que era verdadeiramente a Naval.Por muitas voltas que dêm jamais farão da velhinha colectividade aquilo que ela já foi.
Podem criar um bom clube de futebol mas nunca e mesmo nunca trarão de volta a pujança daquele colosso Figueirense que foi a Associação Naval
1º de Maio só acreditará nisso quem não conhece a sua história escrita há mais de cem anos no desporto e na cultura Figueirense.

Vitor Ratinho disse...

Pessoas há que vivem de saudosismo. Mas alguém poderá fazer renascer a Naval(ou qualquer outro clube figueirense) sem aquela Sede aquele campo de basquetebol que era o terror dos adversários que lá iam jogar, dos jogos de voleibol, de ténis de mesa e de todo o antigo associativismo dos anos 50/60. Quem poderá fazer renascer as instalações do Remo da Avenida Saraiva de Carvalho com toda aquela azáfama de fins de tarde. Quem, hoje, se poderá entregar com amor e sem qualquer interesse, a uma instituição desportiva como fazia o Manuel Artur, o Luciano Coelho, o Sr. Brás e tantos outros que passaram pelos clubes figueirenses. O mal não será sómente da Figueira. A vida, hoje, não permite um renascimento associativo como era outrora. Mas, eu, não deixarei de apoiar todos os que,com amor, não querem deixar cair o nome:NAVAL.