Páginas

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Ganharam todos!

Pelas contas dos políticos não houve derrotas nem empates, apenas vitórias. O CDS, BE e PCP, aumentaram o número de deputados e de votos, enquanto que o PSD só conseguiu mais deputados, e claro o PS ganhou as eleições.

Como os números não mentem, ou não seja a matemática uma ciência exacta, a verdade, verdadinha, é que em cada 100 portugueses 39 estão a marimbar-se para os políticos e apenas 22 querem o Sócrates como primeiro-ministro. Na política, tal como no futebol, também há cartões! O resto é conversa!

Para a posteridade:

26 comentários:

Anónimo disse...

É assim tão difícil escolher o quadradinho que diz CDS-PP?

Cesar Salgueiro disse...

Por muito mau que um politico seja, critico muito mais os aqueles, que não se querem dar ao trabalho de ir votar, para mim comparo isso, com um agricultor que não põe nada na terra, e depois critica por só nascer erva. Quem ganhou as eleições, foi de facto o PS, apenas perdeu com o PS de 2005, não perdeu com mais ninguém, espero que o povo também tenha ganho, porque é óbvio que acaba a prepotência, e em política, já tivemos quanto baste. Espero é que a oposição, não seja pior que o governo, é necessário pensar no país, e todos pensam primeiro no partido, os ideais são apenas etiquetas, vamos ver, mas é mais interessante, agora duque antes, porque é necessário discutir antes de decidir. Em política nenhum vai tão longe quanto eu queria…

Cada Um dá o que pode, e Recebe o Que Precisa.

Mas ninguém vai tão longe em tempo algum, porque a natureza humana não o permite, falar o que os mais fracos gostam de ouvir, a alguns não custa nada,nem paga imposto

39% de abstenção , para mim apenas demonstra o baixo nível ,cultural que temos ,mas é apenas a minha opinião… e eutambem faço parte deste povo ,gosto de não estar calado ,mas andei nas mesmas escolas , tive a mesma formação , e sou igual ,mas uns são mais iguais doque outros...

Ivo Ferreira disse...

Caros amigos não comento os resultados eleitorais, mas não vi expresso em lado algum, inclusivé nas televisões, qual foi o numero de votos em branco.
As pessoas que acham que a merda é sempre a mesma e que só as moscas é que mudam não tem direito a aparecer nas estatisticas?
Toda a gente fala da abstenção, dos que não quiseram saber...até esses tem mais minutos de antena que aqueles que sairam de casa e protestaram...
Saudações

Amigo cá da Figueira disse...

É verdade os números não mentem!

Não conferi os dados apresentados no post, mas o João raramente se engana.

Prefiro analizar assim:

Em cada 100 eleitores inscritos

78 não querem o Sócrates
(39 que se absteram + 39 que votaram branco, nulos ou noutros partidos).

22 querem o Sócrates

Mas o Sócrates ganha as eleições e temos que respeitar.
Só não aceito é que ele entre em minha casa, pela televisão, a ralhar comigo e com a minha família como se fosse o dono de Portugal.

Isso não, e comigo estão mais 71 pessoas e com ele só 22.

Se

aladino500 disse...

Boas , continu-o a dizer que faço minhas as palavras do amigo César Salgueiro , poruqe o Sr. tem razão no que diz, quanto ao outro S.r. em relação aos votos brancos e nulos , tb acho que ele tenha razão pois eé um dever civico ir votar , mas tb divulgar esses votos brancos ou nulos.
boa Segunda -feira para todos.

Anónimo disse...

Tirado dum site desportivo:
EM BRANCO 1.75% / 98.993 votos
NULOS : 1.31% / 74.274 votos

O cabedal aqui de baixo, tb ganhava, se ganhava!!!!!

Anónimo disse...

Grande Filósofo este Amigo da Figueira. Senão vejamos:
Só 22 com Sócrates os "outros estão todos comigo".
Tal e Qual. Pelos vistos se os outros estão todos contigo, tu também estarás com todos os outros,é assim?
Já estou a ver o Louça "casado" com o Portas ou a Manela a convidar o Jerónimo para uma açorda.

Anónimo disse...

O ponto de vista do João (matemática) está correcto.
Setenta e oito porcento (78%) dos portugueses vão ter que acatar, sofrer ou beneficiar com as políticas do PS na pessoa do seu líder, José Sócrates. Uns porque se abstiveram, outros porque têm ideias diferentes ou não têm ideia nenhuma por tão baralhados que andam. São sempre as vanguardas que se impoêm aos mais fracos e abúlicos que funcionam como substrato e alimento do poder que agradece a apatia o cansaço e o desinteresse da "plebe" pela coisa pública.
Com o voto obrigatório, talvez se começasse inverter esta situação. Quando era miúdo também não queria ir à Escola, mas obrigaram-me! Depois comecei a gostar. Seria uma lei como outra qualquer. Mas alguém estará interessado nisso?

Zéfoz

Anónimo disse...

SE UMA EQUIPA EM 30 NÃO GANHE TODOS OS JOGOS, MAS SE TIVER MAIS PONTOS QUE AS OUTRAS 15 EQUIPAS PARA ESTES MATEMÁTICOS É CAMPEÃO?, MESMO QUE GANHEM SÓ! 36,56% DOS JOGOS, OU PELAS VOSSAS CONTAS DEVE DESCER DE DIVISÃO????


TADITOS....SE MORDEREM A LINGUA DEVEM MORRER

João Silva disse...

Sobre os “matemáticos” os números não mentem, o que está escarrapachado em algarismos, é a verdade, quem os quer distorcer com teorias de “clubite”, que os distorça.

Quanto aos “taditos” é apenas um desabafo de quem se esconde na NET.

Tripeiro Conbictu disse...

A realidade nua e crua, é a que está exposta neste post: apenas 22 tugas querem o Sr. Sócretes como 1º corrupto deste país. Corroboro interiramente com o Sr. Cesar Salgueiro, quando diz que vivemos num país de incultos. Só assim consigo perceber, que um homem mentiroso, corrupto, prepotente, arrogante e com tiques ditatoriais Salazarentos de Robert Mugabe, consiga vencer pela 2ª vez consecutivas as Legislativas (ainda que desta vez com maioria relativa...).
Foram tantos os "escândalos escandalosamente escandolosos", e passo a citar alguns: compra não admitida da sua pseudo-licenciatura; recebimento de presentinhos e luvinhas (para o proteger do frio gélido da sua terra beirã...) aquando dos tempos idos de menino-líder-prodígio da federação do ps de Castelo branco; o caso de divisão familiar do Free-Port-Corruption e sequestro dos respectivos investigadores do ME; a estranha teimosia "loobística" de investimentos em obras públicas como o TêGêBê, ou o aeródromo para receberem os "abiões" do Red-Bull no Ribatejo; Nacionalização sem critério do BPN, quando estávamos numa altura em que o partido socialista adoptava posturas arrogantes de ideologia neo-liberal-fascista (é o chamado socialismo utópico); partido-governamentalização dos espiões estilo Zé Tintol 069 do sis, para neutralizarem os Inimigos imaginários dos delírios delirantes do Sócretes (tenham em atençao, porque nas vossas casas poderá haver micro-nano-fones e micro-câmaras de forma a vigiarem os vossos passos potencialmente perigosos - existe em cada um de nós um potencial inimigo do regime); Alienação da boca da Manela ao Instituto de Apoio dos Mudos do Regime; etc; etc .
(Continua)

Tripeiro Conbictu disse...

Continuação
E já nem me quero alongar nalguns indicadores sócio-económicos do nosso país : défice público a rondar os 6,5%; temos a oitava taxa de desemprego mais alta da UE a 27 (9,2%), só ultrapssados pela vizinha Espanha, França, Letónia, Lituânia, Irlanda, Eslováquia, e Hungria; Somos dos países com mais pobres a nível da UE; as nossas escolas produzem cada vez mais licenciados e não licenciados incultos, dado que o facilitismo é a palavra de ordem...fabricar números meramente estatísticos de uma beleza estética matematiciana duvidosa, é mais importante do que formar gente capaz que consiga encontrar soluções rápidas para os problemas que vão surgindo a nível profissional e pessoal; (in)Justiça célere para alguns e demoradíssima para outros; o crime e o roubo organizado e desorganizado prolifera, sem que os seus responsáveis paguem qualquer imposto - criam tantos impostos para os contribuintes cumpridores, porque não criar a TPR Taxa do Produto Roubado?!?!;... .
Os que votaram no menino Sócretes e os abstencionistas, não se podem queixar do actual e futuro estado do país!
Na minha opinião, não temos políticos capazes que possam inverter a situação de declínio constante do país, desde o ano de 2000. A única solução, é contratar políticos de países nórdicos com elevado nível de competências, experiência, e que tenham obra feita. Temos de rumar à Social Democracia Nórdica, se queremos sair deste marasmo decadente e depressivo em que Portugal se encontra. Os países nórdicos, são a prova provada, que as políticas sociais quando são sérias e implementadas com rigor e organização, estimulam o crescimento económico, contribuindo para aumentar o PIB e novos investimos privados.
Quanto aos resultados das passadas eleições legislativas, queria obviamente que fossem outros...gostava que qualquer outro partido tivesse ganho, menos o de um indíviduo que está indiciado em processos de corrupção e vigarice. Ainda lhe admitia as vigarices, se ele pusesse este país para a Frentex, mas, infelizmente, só vejo o contrário...pobreza, desemprego, falências, corrupção, censura editorial nos meios de comunicação, crime a aumentar desenfreadamente, etc.
As suas acções de marketing e discursos políticos são no minímo risíveis, apenas credíveis em países onde a população apresenta elevado grau de iletrados, analfabetos, incultos, e cretinos (cretinos porque sofrem da doença do cretinismo, que se caracteriza entre outros, pelo atraso mental, chegando por vezes a atingir a idiotia). Vir dizer em Agosto, que estamos no início do fim da crise, é de bradar aos céus! Sr. Sócretes, o início do começo do fim da crise, ou o começo do início do fim da crise, começou (do verbo começar...) a partir do momento em que o período anterior de não crise findou!
E por aqui me fico... .

Obs,: espero que o Sócretes não leia o blog do PessoaldaCorda, caso contrário estou bem tramado... .


Um grande abraço

Tripeiro Conbictu disse...

Espero que me permita...coloquei o seu post (fiz a devida referência)no meu blog... .

Um grande abraço

Anónimo disse...

Hulk jogador da semana?????????O record tem um corpo editorial de idiotas...socorro.
Já acabavam com o jogador da semana..só inventam...

João Silva disse...

Pessoal, cuidado com os comentários, como diz o aviso - são eliminados os que tenham como finalidade a hostilidade, a calúnia e o insulto a pessoas.

Publiquei o que está à vista completamente distraído e não dou o dito por não dito, porque o comentador está identificado. Não é porque concorde ou discorde do essencial do comentário, não nos podemos é antecipar à justiça a adjectivar certas pessoas, em sítios públicos e às pessoas que são.

Vamos ter calma.

Cesar Salgueiro disse...

Óbviamente que cada um tem a sua opinião,uns acreditam em tudo o que ouvem dizer,outros apenas naquilo que vêm,Quem julga outras pessoas,sem ser detentor de provas,independentemente do seu vocabulário,ou estatuto académico, é uma pessoa mal formada, e esse não é o meu papel,quando dou uma ópinião, não quero ser juiz daquilo que não sei.Eu disse que o povo é culturalmente pobre ,mas não lhe chamei estupido.Quanto á matemática ,não querem que tenha uma maioria absoluta ,mas tambem não se pode criticar que 22 em cada 100,não formem o vinculo suficiente ,porque estamos a fazer a apologia das maiorias absolutas.

João Silva disse...

César, pode-se criticar, não é contra a lei!

Mas, o post até não critica os 22 em cada 100, só apresenta a verdade dos números e contra eles não há palavras.

Eu raramente aqui no blogue dou a minha opinião, limito-me apresentar factos escritos e falados por os mais variados jornais ou políticos, sejam de direita, sejam de esquerda ou sejam do centro.

Este post é isso mesmo.
Ganharam todos – Na noite das eleições ouvi os representantes dos 5 partidos dizerem isso mesmo, não é a minha opinião.

Os números não mentem – é isso mesmo a matemática, ou seja os 22 em cada 100, é a realidade. Não é invenção!

contador de percentagens disse...

Meus amigos,

A verdade é que se 22 em cada 100 portugueses votaram no PS e 78 o rejeitaram, segundo as boas contas do nosso anfitrião, também apenas
18 votaram no PSD, o que significa que 82 rejeitaram esse partido - e continuando as contas, havendo apenas 6 portugueses em 100 a votar no CDS e outros tantos no BE e ainda 5 a votar na CDE, lógico será concluir que 94 em cada 100 rejeitam o CDS e o BE e 95 não querem nada com a CDU... penso que nem vale a pena continuar analizando os restantes 5% de votantes nos pequenos partidos (e brancos e nulos)...

Concluindo, se parece muito 78 em cada 100 portugueses não quererem Sócrates como PM, o que dizer de 84 que não querem Ferreira Leite, 94 que não querem Portas nem Louçã e 95 que não querem Jerónimo?

Afinal, vistas bem as coisas, parece que Sócrates sempre é o menos rejeitado...

Cesar Salgueiro disse...

João a tua parte eu percebi, tem um sentido que eu aceito, coisas que foram escritas depois,é que não têm sentido nenhum,e num dos casos,pretende passar um atestado de estupidez, a um pais inteiro.

"(mas aonde eu já ouvi aquilo ?!...)"

Amigo cá da Figueira disse...

O amigo da Figueira não é filósofo, ao contrário de outros.

Tanto me faz ver o Luís “casado” com o Pedro ou a Maria a convidar o Manuel para uma sardinhada, ou mesmo o Joaquim a tirar (ser assinado) o seu curso académico ao domingo.

A essência é e será esta, mesmo para aqueles que tapam os ouvidos para não verem:
Em cada 100 almas, 78 não votaram no Sócrates, 22 votaram. O que daqui se conclui que o homem ganhou as eleições sem dúvida nenhuma, mas não lhe dá o direito de pensar que é o dono do país.

O resto… casamentos, açordas e cursos através de pedidos, são romarias que alegram o povo, mas não me alegram a mim.

Parabéns, João!
O post funcionou e sei que te está a dar gozo porque desconfio que até votaste no “pinóquio”, és cá um artista.

João Silva disse...

Ah,ah,ah... és cá um sacana!

João Silva disse...

Contador de percentagens, essa conclusão de menos rejeitado já todos sabemos, pois se foi ele que ganhou.

O Amigo da Figueira, diz e muito bem, foi o menos rejeitado mas não lhe dá o direito de pensar que é o dono do país.

% disse...

FACTO: como este site é visitado por 1000 pessoas significa que é rejitado po 9 998 000 Portugueses, em todo o mundo significa que é rejeitado por 99,99999999999999% de pessoas, pela matemática ainda vale a pena ter este site?

Tripeiro Conbictu gostava de ver dizer isso em tribunal para ver a sua valentia

João Silva disse...

Senhor %, tem toda a razão e concordo consigo, pelo facto deste blogue ser rejeitado por esses 9 (noves) todos, não dá direito ao gajo que o dirige de pensar que é o dono de toda a blogosfera. Estamos de acordo, sim senhor!
Por mais voltas, em prole da clubite, a matemática continua uma ciência exactamente.

Não concordo, e estive quase a rejeitar o comentário porque não aceito que um indivíduo que chega a este sítio não se identifica e diz que gostava de ver a valentia de outro no tribunal.

Se o comentário não tivesse o assunto do primeiro parágrafo, não tinha sido publicado por causa das valentias.

Penso que já chega de matemáticas…

Tripeiro Conbictu disse...

% disse

Eu gostava de ver a sua valentia, identificando-se... . Quanto a dizer isso em tribunal, não teria problema algum... . O máximo que me poderia acontecer era ser preso pelo regime socratiano.
As evidências são fáceis de comprovar. Os números falam por si: taxa de desemprego 9,2%, défice público nos 6,5%, etc.
O Sr. Disse também é daqueles, que pensa que o Sr. Pinto da Costa é inocente, apenas e só, porque foi ilibado pela (in)justiça portuguesa?

Abraço

% disse...

SOCRATES AMIGO O POVO ESTA CONTIGO