Páginas

sexta-feira, 20 de março de 2009

um puxão de orelhas

"Para defesa da credibilidade das instituições democráticas considero fundamental que rapidamente a Assembleia da República eleja um novo Provedor de Justiça (…) é difícil de compreender que ao fim de tantos, tantos meses, ainda não tenha sido possível chegar a um entendimento para escolher o sucessor do doutor Nascimento Rodrigues".
O Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, 2009-03-20

Ora aí está um pequeno exemplo do país do 8 e do 80. Neste caso, é o verdadeiro tipo do “deixa andar”, noutros casos tudo se resolve num simples abrir e fechar de olhos.

Estes políticos são mesmo mal-intencionados.

1 comentário:

Cesar Salgueiro disse...

Descobri agora que o mal de Portugal, não é que a presidência da república seja preenchida por políticos reformados.
O mal é que o primeiro-ministro o não seja. . .
Vejo no presidente república de agora, muita coisa que não via no primeiro-ministro de então, Talvez fosse ,demasiado jovem...