Páginas

sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

tanta trafulhice… e só está um preso

“A primeira vez que se estava a levantar as imparidades, que se estava a chamar as pessoas às suas responsabilidades, que se estava a travar as práticas ilícitas. Quanto tudo isto estava a acontecer, vem o Governo e lança a bomba atómica”.
Miguel Cadilhe, no parlamento, sobre o caso BPN, 2009-01-15

Pelo que temos visto nos últimos anos, neste país, é certo e sabido, que o banqueiro que está preso, não vai estar dentro por muito tempo, e este caso vai ficar em “águas de bacalhau”, mas para nos atirarem areia aos olhos, ainda vai correr muita tinta e muitas horas de interrogatórios e audiências, tudo isto, à conta dos nossos impostos, para nada. É o costume!

Certo é que os próximos episódios vão ter a contestação do Governador do Banco de Portugal, à acusação que lhe foi feita de falha grave na supervisão.

4 comentários:

Xico da Batalha disse...

Os politicos fazem o que querem de nós.

Isto é tudo deles... fazem as leis que lhes interessa, para terem ordenados, reformas e mordomias escandalosas e nós pagamos tudo, com a contrapartida de termos liberdade de expressão, futebol, televisão e Fátima...

Anónimo disse...

o Vale Azevedo também já esteve o orelhas vai a seguir

Anónimo disse...

E o flatulento escapou das grades, pq o juiz o avisou da rusga.

Tim das Lãs - Covilhã disse...

O orelhas... só se foi por papar a mulher do andarilho dos gases.