Páginas

quinta-feira, 9 de agosto de 2007

sou reformado do BCP... e não entendo
Enquanto colaborador no activo, sempre vi naquela casa, rigor e profissionalismo, tanto no relacionamento interno, como na atenção dada aos clientes, bem como, uma grande preocupação em passar uma boa imagem para o exterior.
As notícias badaladas nos últimos dois meses sobre o conflito entre as cúpulas, a suspensão da Assembleia Geral devido a problemas informáticos e as suspeitas de fraudes de colarinho branco, são para mim uma grande surpresa, não é este o Banco onde trabalhei.

3 comentários:

dass disse...

O problema não é o banco... são as pessoas!

João Silva disse...

Concordo... sim senhor! Essas pessoas tinham então um comportamento exemplar, agora estão completamente transformadas.

Anónimo disse...

Ainda te vão buscar, à corda para
tomares conta do banco, do jardim.